Arquivo da tag: Clarín

Como portais de notícia tiram proveito da nova internet

por Fabiana Schiavon

Empilhar notícias em um portal fica ultrapassado a cada dia. Alguns jornais sabem bem disso. Veja como é possível tirar proveito do que a internet nos oferece:

The Guardian X Casamento Real
Na semana do casamento real, todas as capas dos portais tinham como destaque os noivos William e Kate. O jornal inglês, The Guardian, cansado do tema e dividido pelo público pró/anti casamento, encontrou um solução. No box de destaque da notícia, ao clicar em “republicans click here“, os links sobre o casamento sumiam da página, dando destaque a notícias de economia, internacional. Fantástico! A ideia foi registrada por @thiagodoria

New York Times X Facebook
Não é à toa que o Facebook vale cada vez mais. A página está integrada a quase tudo presente na internet. O NYT tirou proveito de uma de suas ferramentas. Fazendo login no site do jornal pelo login do Facebook, é possível recomendar a matéria e ver quais artigos do NYT seus amigos recomendaram nos últimos dias, te levando a outras páginas que provavelmente serão de seu interesse. Claro que suas recomendações serão vistas também pelos seus amigos que são leitores do NYT. Quem adotou a mesma ideia, foi a ótima revista Próxxima.

Vale ainda relembrar os infográficos incríveis do Clarin, citados em um post anterior pela @zanqueta. Dá uma olhada nesse hotsite especial sobre pré-sal – clique aqui

Anúncios

As notícias que queremos…

“As notícias mais acessadas nos grandes portais são irrelevantes. Os jovens só estão interessados em entretenimento”. É a conclusão de uma aula, jornalista, em uma aula de pós-graduação. A constatação é tentadora, mas simplista, como quase todas que ouvimos por aí. Sempre fui apaixonada por aulas. No sentido literal: sentar a bundinha na carteira e ouvir o professor ou professora falar.

Nesta segunda-feira, quando o assunto começou, o professor falou um pouco sobre como são e se sentem os jornalistas: formadores de opinião, paladinos da verdade, uns tremendos sabe-tudo, talvez, levemente arrogantes… E assim analisam a maneira como as pessoas recebem e tratam o conteúdo produzido por eles. A pergunta que ficou é: as notícias produzidas atendem ao desejo do leitor, o conteúdo é capaz de atraí-lo, aproxima-se de sua realidade?

Parece que não. Os infográficos dos hermanos do Clarín deixam os nossos no chinelo, não é nada raro acharmos erros grotescos de português nas homes dos portais, que, por acaso, são todas bem semelhantes, algumas vezes com manchetes e fotos idênticas. Isso sem falar nos vídeos irritantes que dizem exatamente o que está escrito ao lado e na confusão que ainda existe para encontrar certas notícias. Hoje o que conta não é só o conteúdo, mas também a forma como a notícia é apresentada. Bem, mas criticar é fácil…

Camila Zanqueta